Musculação: Porquê aliá-la à dança?

Patricia Marrese, 30 de novembro de 2018

( Conteúdo produzido para o blog do Ballet Paula Castro)

Praticar atividades físicas não se resume apenas à questão estética, mas também proporciona qualidade de vida, reduz o risco de doenças cardiovasculares, combate a ansiedade e a depressão, controla a pressão arterial, aumenta o metabolismo e, de quebra, melhora o humor! Musculação: Porquê aliá-la à dança?

Já sabemos que a dança é um exercício lúdico e prazeroso. Muita gente a procura para conquistar a tão sonhada postura, elegância e a leveza de uma bailarina. Ela também contribui para o desenvolvimento da coordenação motora, auxilia na perda de peso, melhora o alongamento, a flexibilidade, a concentração e a memória de seus praticantes.

Bom, até aí, você que está lendo este post já conhece os inúmeros benefícios que a dança nos traz, certo?

Mas você sabia da importância da musculação para um adulto que pratica dança? 😉

Pois é: um treino completa o outro. Os exercícios resistidos de alta intensidade, no caso da musculação, são essenciais para o fortalecimento de diferentes grupos musculares, pela melhoria do condicionamento cardiorrespiratório, pela diminuição da porcentagem de gordura e pelo ganho de força, possibilitando assim uma melhor execução dos movimentos da dança que exigem, muitas vezes, amplitude total de nossas articulações.

           (Renata Bardazzi, bailarina do Balé da Cidade de São Paulo. Crédito: E3 Fotografia)

A educadora física e bailarina Anninha Martins (CREF 003143 – G/SP UNESP), explica que podemos ver se um aluno está com um bom condicionamento, a partir do tempo de recuperação do mesmo ao realizar um treino intervalado intensivo ou extensivo; por exemplo, uma sequência de pequenos e/ou grandes saltos que aumentam a frequência cardíaca e demandam do nosso corpo seja uma força de potência, força máxima ou de resistência.

Além disso, a musculação é fundamental pois ao fortalecer os músculos e as articulações, estamos prevenindo futuras lesões que podem nos afastar das aulas e dos ensaios. Curioso, não? Mas a educadora física alerta: “Recomendo que a musculação seja feita, no mínimo, duas vezes por semana, em dias alternados com a dança. Mas a atividade deve ter o acompanhamento de um profissional da área”.

Vamos para mais um exemplo prático, com a ajuda da bailarina do Balé da Cidade de São Paulo, Renata Bardazzi:

“A musculação para mim, como bailarina e atleta, uma vez que lidamos com o corpo o dia inteiro, auxilia na prevenção de lesões e no fortalecimento muscular. Tenho épocas onde estou mais frequente e constante na academia. Eu sinto o meu corpo muito mais forte e muito mais pronto; a musculatura mais ativa para fazer a coreografia e as aulas que precisar. E quando dou uma relaxada, não faço os treinos de musculação, o que é normal também, eu começo a sentir a minha musculatura fraca e fico mais passível às lesões; há certa perda de resistência devido ao período em que estou parada.

Então musculação para mim, apesar de não gostar muito, é essencial ao longo dos anos. A prática frequente é cada vez mais necessária para nos ajudar a dançar.

Categorias: Blog

Tags: , , , , , , , ,

Patrícia Marrese

Formada em Relações Públicas pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), é praticante de ballet clássico desde os seus sete anos, onde já dançou em escolas de dança, tais como Ballet Paula Castro e Emovere Studio de Dança.

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos

Obra literária O Cortiço, de Aluísio Azevedo, e biografia de Charlie Chaplin viram espetáculo de dança

Patricia Marrese, 21 de outubro de 2019

A Studio Arte Movimento apresenta dois espetáculos no dia 15 de novembro no MASP Auditório: O Cortiço, de Aluísio Azevedo e Charlie Chaplin.

Leia mais

Ícaro Companhia de Dança apresenta espetáculo inspirado em Frédéric Chopin no Theatro São Pedro

Patricia Marrese, 16 de outubro de 2019

A Ícaro Companhia de Dança retorna a São Paulo para apresentar o espetáculo By Chopin no Theatro São Pedro. Será apenas uma sessão: dia 16 de novembro,15h.

Leia mais

São Paulo Companhia de Dança estreia nova coreografia em Guarulhos

Patricia Marrese, 2 de outubro de 2019

A São Paulo Companhia de Dança apresenta pela primeira vez Vai, do coreógrafo Shamel Pitts. A estreia acontece neste sábado (04) às 20h, no Sesc Guarulhos.

Leia mais