Novo coronavírus: setor de dança lança campanhas de financiamento coletivo

Patricia Marrese, 13 de abril de 2020

O setor de dança está buscando saídas para tentar minimizar os impactos do avanço do novo coronavírus. Com a impossibilidade da aglomeração de pessoas, eventos estão sendo cancelados e/ou adiados a todo momento, ocasionando um prejuízo incalculável para o mercado cultural.

Espetáculos de dança, peças de teatros, shows de música, concertos, exposições em museus, dentre outras atividades estão aprendendo a inovar na maneira de produzir e consumir arte. Mas uma coisa é certa: já podemos estimar grandes prejuízos para a área cultural.

Boa parte dos profissionais das artes atuam como autônomos e não têm vínculos formais de trabalho. Muitos recebem por apresentação, diária de trabalho e valor/hora da aula ministrada. Porém, o buraco é mais embaixo: não estamos falando apenas de quem está no palco e/ou atrás das telas. São dezenas de outras profissões e atividades – diretas e indiretas – que trabalham juntas para “dar vida” à arte. Desde profissionais técnicos que atuam nos bastidores até fornecedores terceirizados que são afetados com a pandemia do Covid-19.

Por isso, dois movimentos surgem com a palavra da vez: solidariedade. É a demonstração de que a dança vai além do palco. É o corpo de baile unido, dedicado e amigo que busca soluções pensando no bem coletivo.

SOS Dança – Cidade de São Paulo (#sosdancasp)

SOS Dança – Cidade de São Paulo

O Portal MUD, em parceria com o Movimento A Dança Se Move e a Cooperativa Paulista de Dança, lançam hoje, 13 de abril, uma campanha de financiamento coletivo no Catarse.

A iniciativa busca auxiliar financeiramente os profissionais de dança da cidade de São Paulo que ficaram sem renda por causa da pandemia do novo coronavírus, pois tiveram suas atividades canceladas e/ou adiadas.

O movimento, antes de tudo, está fazendo o mapeamento emergencial desses profissionais para então ajudá-los com o valor arrecadado por meio da campanha de crowdfunding.

Movimento do Bem (#entrenessemovimento)

Movimento do Bem – iniciativa via Instagram

O Movimento do Bem surgiu por meio das páginas de dança no Instagram: Canal Cinco 6 Sete 8; Nas Pontas; Mundo Bailarinistico; Ma Ballet; Meia Ponta; Gabi Oliveiras e Eu Bailarina. A iniciativa tem como objetivo arrecadar o valor de até R$ 5 mil reais que, posteriormente, será doado ao Instituto Novo Mundo (Rio de Janeiro) e Instituto Mosaico (São Paulo). As contribuições podem ser a partir de R$ 25,00 pelo site Vakinha.

Outras marcas de dança também entraram no movimento para disponibilizar cinco kits que serão sorteados entre as pessoas que realizarem a doação. Dentre os produtos estão desde acessórios para aulas de dança até figurinos para apresentações.

Vamos juntos? 🙂

Por Patrícia Marrese

Categorias: Uncategorized

Tags: , , , , ,

Patrícia Marrese

Patrícia Marrese é formada em Relações Públicas pela FAAP e em ballet clássico pelo Ballet Paula Castro. É mestre em Comunicação e Cultura pela Université Côte d’Azur, na França. Atualmente, está à frente da Marrese Assessoria, Comunicação para Dança.

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos

Novo coronavírus: setor de dança lança campanhas de financiamento coletivo

Patricia Marrese,

O setor de dança está buscando saídas para tentar minimizar os impactos do avanço do novo coronavírus. Eventos estão sendo cancelados e/ou adiados.

Leia mais
Postura

Novo Coronavírus: qual é a postura correta para quem trabalha no computador em tempos de home office

Patricia Marrese, 26 de março de 2020

Postura Correta no o trabalho home office. É importante se atentar à postura para quem fica mais de três horas, por dia, em frente ao computador.

Leia mais
Capezio do Brasil

Capezio Brasil apoia iniciativas com treinos e aulas de dança em varandas e janelas de São Paulo

Patricia Marrese, 25 de março de 2020

A Capezio Brasil, em parceria com a Rent a Pro, preparam o projeto “Aula na Varanda”, em São Paulo. Dia 25 e 27 de março, às 17h30.

Leia mais